Lorem 2

##########

Lorem 1

######

Por que fazer uma Pesquisa Eleitoral?


A pesquisa eleitoral é a ferramenta principal para desenvolvimento de uma campanha campeã, pesquisa é muito mais do que apenas coletar opiniões e comportamentos da população.

O planejamento e definição do objetivo da pesquisa são essenciais nesse processo, antes de pensar em sair para rua. Primeiro passo é definir a metodologia e amostragem. Tende-se imaginar que todo objetivo de pesquisa é identificar as intenções de votos e monitorar o desenvolvimento das campanhas. A verdade que este é um universo de infinitas possibilidades desde posicionar uma campanha, fazer a manutenção da imagem a transferência de votos.
Entre as justificativas da pesquisa está a capacidade de influência de atrair financiadores para a campanha, definir votos indecisos e ainda conquistar votos de candidatos que possuem menores percentuais de intenções de votos.

Dentro desse campo de várias possibilidades, destacam-se os principais tipos de pesquisa: Identificar o perfil ideal de candidato, definição/ajustes no plano de governo e estratégias, transferência de votos, desempenho de campanhas e manutenção da imagem

As pesquisas estão divididas em três etapas:

1ª Etapa: Pré-Eleições, essa pesquisa é base, será a bússola para desenvolvimento de toda a campanha eleitoral, definindo perfil, imagem, discursos e o posicionamento.
2ª Etapa: Eleições, com a base bem definida e clara para a população é hora de colocar em prática os resultados da primeira etapa das pesquisas.
3ª Etapa: Governo, essa etapa é a mais complexa, pois governos não investem na mesma proporção das primeiras etapas por já estarem eleitos. Mas se seu objetivo é ser reeleito ou indicar um candidato é importante que realize e implemente ações dos resultados no governo para manter uma imagem e aceitação do seu eleitorado.
No processo de construção de campanha eleitoral a pesquisa é a primeira ação a ser realizada, apontando caminhos mais precisos e seguros para desenhar as estratégias durante a campanha e ajustes no plano de governo, é um ciclo contínuo.

Os processos devem centralizar-se por meio de dados confiáveis e que representam a realidade do eleitorado. Todos temos histórias e representamos algo, nesse sentido define-se grandes personalidades na sociedade, a campanha deve levar isso em consideração, é o que chamamos de posicionamento coerente. O início da pesquisa começa “dentro de casa” entendendo quem é, o que fez, o que representa, assim será possível definir quem será e as pesquisas irão apontar essas expectativas.

Geralmente as pesquisas eleitorais utilizam a metodologia quantitativa com questionários estruturados. É a metodologia mais utilizada pela sua representatividade e confiança, pois ela define a amostragem a partir de cálculos considerando os dados demográficos da população (gênero, faixa etária, classe social, escolaridade e localização). A aplicação e análise devem ser minuciosa para que a pesquisa não tenha vieses e prejudique o desempenho da campanha, se errar na pesquisa todo o restante estará comprometido.


Entre em contato conosco saiba como realizar uma pesquisa eleitoral, interpretar com assertividade o sentimento de seu eleitorado e elaborar uma estratégia de marketing campeã!

Por: Jonathan Mendes

Nenhum comentário:
Escrever comentários

Gostou das nossas publicações?
Receba gratuitamente por e-mail!